Chumbinho (no BR) é um produto clandestino, irregularmente utilizado como raticida.
Não possui registro na Anvisa, nem em nenhum outro órgão de governo.
O agrotóxico aldicarbe (carbamato Aldicarb) figura como o preferido pelos contraventores, encontrado em cerca de 50% dos ‘chumbinhos’ analisados. A outra metade são organofosforados diversos.
A Anvisa afirma que a matéria prima para este produto vem de roubo de carga ou entrada ilegal de produtos químicos pela fronteira. Seu uso está relacionado intensamente a assassinatos, suicídios, e mortes por intoxicação acidental.
Em 2010 uma girafa do Zoológico de Goiânia pode ter morrido por envenenamento por chumbinho.

O veneno não tem cheiro nem gosto, e lesa o sistema nervoso central, causando transtorno neurológico, parada cardíaca e paralisia dos pulmões.
Quem o ingere fica inerte, baba, tem convulsões e pode morrer por asfixia.

O tratamento proposto é com um antagonista competitivo da acetilcolina, a atropina, em uma dose de 1-2 mg por via endovenosa ou intramuscular, e está pode ser repetida em 5-10 minutos ou em infusão contínua de acordo com o quadro clínico.

Mantenha fora do alcance das crianças!

Comentários

Comentários